Quaresma

A Luta entre o Carnaval e a Quaresma (1559), de Pieter Bruegel (1564-1638)

A Quaresma tem, tradicionalmente, muitas receitas. Mas, sempre que as práticas religiosas se tornam puro ritual, perdem o seu sentido. A proposta inicial de um tempo catecumenal dedicado à oração, ao jejum e à partilha não pode ser reduzida a algumas rezas mais, à higiene alimentar, aos tostões de reserva para os pobres e às chamadas confissões. Se assim fosse, a Quaresma apenas reforçaria as máscaras que nos escondem de nós mesmos e que disfarçam a situações reais.

Que é, então, a Quaresma, ou, como se deve preparar a Páscoa?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *